Sementes de vida

“E digo isto: Que o que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará.” 2ª Coríntios 9.6

Eu não tenho nenhuma dúvida de que a obra missionária é uma manifestação da graça de Deus, que quando alcança o coração das pessoas que ainda não conhecem a Cristo, lhes concede perdão, mudança de vida, esperança e salvação. Eu creio que fazer missões é levar vida para os corações que estão “mortos em seus delitos e pecados” (Efésios 2.5).

Por isso, quando o apóstolo Paulo escreve sua carta aos Coríntios e lhes recomenda fazer uma oferta especial para a obra missionária (2ª Coríntios 9.1) a figura que ele usa para ilustrar sua ideia acerca do valor e da importância das ofertas é a da semeadura. O que estou querendo dizer é que, assim como acontece quando semeamos um campo e as sementes plantadas se multiplicam (veja a Parábola do Semeador em Mateus 13.1-9), assim também, quando contribuímos para a obra missionária e para o serviço do Senhor, o que entregamos no altar se multiplica!

Sua oferta é, portanto, a semente da semeadura do Reino de Deus. Semeadura que tem como colheita vidas transformadas e salvas! Por isso, é preciso responder: Como será a sua semeadura? Nada? Pouco? Muito?

Que você possa semear as sementes de vida eterna!

Do seu pastor e amigo
Gilton Medeiros