Informações Missionárias (03)

Perseguição na Ásia

Em janeiro de 2018 a Agência Open Doors publicou o ranking anual dos 50 países onde é mais perigoso ser cristão. A agência faz a análise da perseguição a cristãos há 25 anos e, por 14 anos consecutivos, a Coreia do Norte é o pior país para quem quer seguir a Jesus.

A Ásia tem sido o centro das preocupações e há crescimento significativo da perseguição no Laos e no Butão. O relatório informa que a piora neste cenário se deve, principalmente, ao nacionalismo e ao extremismo religioso.

Cerca de 215 milhões de cristãos enfretam um alto ou extremo nível de perseguição. Isso significa que, um em cada doze cristãos vive em países aonde o cristianismo é ilegal, proibido ou punido. “Cinco dos seis países onde a perseguição mais cresceu são de maioria muçulmana, com exceção do país onde moramos que tem experimentado uma crescente nos incidentes de perseguição a cristãos”, conta Lucas Mota, um de nossos missionários no Sul da Ásia. “Um dos obreiros nossos, que mantém 85 igrejas no norte do país, nos disse que eles acreditam e pregam para si mesmos que chegou a hora de ‘pagar o preço’ por seguir ao Filho de Deus, e que não vão voltar atrás. Eles sabem que Deus está com eles e por isso não temem o que o homem possa lhes fazer”, conta Lucas.

Por isso, não podemos deixar de orar pela igreja sofredora. Que haja consolo, alento, salvação e libertação; que mais pessoas passem das trevas à sua maravilhosa luz, e que mais obreiros continuem se levantando para abençoar estes povos.

Beatriz Bastos
da Equipe da JMM